Terremoto no Mar Egeu, dados do desemprego no Brasil e mais de 30 de outubro

5 Fatos Tarde, apresentado por Tainá Falcão, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN
30 de outubro de 2020 às 13:15


O terremoto no Mar Egeu, a nova regra para pessoas físicas no Pix e o aumento do desemprego no Brasil estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta sexta-feira, 30 de outubro de 2020.

Terremoto no Mar Egeu

Um forte terremoto de 7 graus de magnitude atingiu o Mar Egeu nesta sexta-feira e foi sentido na Turquia e na Grécia. Pelo menos 8 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas. Houve desabamento de prédios e registro de pequenos tsunamis em algumas cidades turcas.

Desemprego

O número de desempregados no país aumentou em 1,1 milhão de pessoas em três meses. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), já são 13,8 milhões de desocupados no Brasil. Mais de quatro milhões de postos de trabalho foram fechados. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (PNAD Contínua). O estudo aponta ainda que o aumento do desemprego é um reflexo da flexibilização das medidas de isolamento social para controle da pandemia de Covid-19.

Pix

O Banco Central anunciou que o Pix não será totalmente de graça para as pessoas físicas. Essa era a informação inicial, porém, o BC autorizou os bancos a cobrarem tarifas das pessoas que receberem mais de 30 Pix por mês. Por exemplo, um taxista, uma manicure ou um cabeleireiro que excederem esse número, mesmo que seja na pessoa física, vão ter de pagar ao banco uma taxa mensal.

Covid-19 nos EUA

Os Estados Unidos bateram recorde de casos de Covid-19. Foram mais de 90 mil registros em apenas 24 horas. De acordo com a Universidade Johns Hopkins, no mundo já são mais de 45 milhões de casos da Covid-19. O país se aproxima dos 9 milhões de casos. A nova onda da doença ocorre a menos de uma semana da eleição presidencial. Os números foram contabilizados desde o início da pandemia.

Auxílio emergencial

A Caixa Econômica Federal começa a pagar, nesta sexta-feira, a sétima parcela do auxílio emergencial aos beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família. Aqueles que nasceram em janeiro vão receber R$ 300. Para mães e chefes de família, o valor é de R$ 600. Ao todo, cerca de 5,2 milhões trabalhadores vão receber pelo menos uma parcela do auxílio hoje.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

(Edição: André Rigue)