Estudo aponta que Coronavac é segura, novo apagão no AP e mais de 18 de novembro

As informações mais importantes do começo desta quarta-feira (18)

Da CNN, em São Paulo
18 de novembro de 2020 às 06:50

 

O resultado dos estudos sobre a eficácia da vacina chinesa Coronavac, o aumento dos casos do novo coronavírus no Brasil e a falta de energia elétrica em 13 cidades do Amapá são alguns dos destaques da manhã desta quarta-feira, 18 de novembro.

Coronavac


Estudo publicado na revista científica "The Lancet" indica que a vacina chinesa Coronavac induziu resposta imune nos voluntários. Mas nível de anticorpos produzidos foi menor do que o visto em pessoas que se recuperaram da Covid-19.

Vacina no Brasil


O Instituto Butantan, em São Paulo, espera receber doses prontas da vacina Coronavac nesta semana. Já a matéria-prima para a produção no Brasil deve chegar da China até o fim do mês.

Aumento da Covid-19


A taxa de transmissão do novo coronavírus no Brasil volta a crescer, segundo o relatório semanal do Imperial College e da universidade de Sussex. Segundo o Ministério da Saúde, aumentou o número de Estados com alta nas mortes provocadas pela doença.

Apagão


O Amapá segue enfrentando falta de energia. 13 cidades ficaram sem abastecimento na noite de terça (17), incluindo a capital, Macapá. A companhia estatal disse que uma falha na usina que abastece parte do estado provocou o novo blecaute.

Aborto


Na Argentina, presidente Alberto Fernandez enviou ao Congresso a proposta de legalização do aborto.
Atualmente, a interrupção da gravidez é considerada crime no país.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

 
Foto: Reprodução/CNN

(Publicado por: André Rigue)