Polícia investiga morte de homem negro em supermercado e mais de 20 de novembro

5 Fatos Tarde, apresentado por Tais Lopes, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN
20 de novembro de 2020 às 15:21


A investigação do assassinato de um homem negro em supermercado de Porto Alegre, a suspensão da Anvisa para testes em tratamento contra o novo coronavírus e a posição da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o uso do antiviral remdesivir contra Covid-19 estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta quarta-feira, 20 de novembro de 2020.

Corrida pela vacina 

A Pfizer e a BionTech confirmaram que entram nesta sexta-feira com o pedido de uso emergencial da vacina que desenvolvem contra a Covid-19 nos Estados Unidos. Esse é o primeiro imunizante a buscar aprovação regulatória no país. As empresas disseram que a vacina vai estar disponível para população de alto risco até o fim de dezembro deste ano.

Anvisa suspende testes com plasma

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária suspendeu os testes da aplicação de plasma do cordão umbilical humano contra o novo coronavírus. O produto utilizado é o Plasmacord. De acordo com a Anvisa, os testes vinham sendo realizados pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.

OMS desaconselha remdesivir 

A Organização Mundial da Saúde desaconselhou o uso do antiviral remdesivir para tratar pacientes hospitalizados com a Covid-19, independentemente da gravidade da doença. Isso porque novos estudos mostraram que não há evidências de que ele aumente as chances de sobrevivência ou reduza necessidades de ventilação mecânica. A atualização da OMS acontece cerca de um mês depois que a FDA aprovou o medicamento para o tratamento de infecções pelo novo coronavírus nos Estados Unidos.

Amapá

O governo brasileiro deve publicar hoje uma medida provisória com benefícios para os moradores do Amapá. Entre as ações, a ideia de que a população seja desobrigada a pagar a conta de energia elétrica deste mês de novembro. O estado sofre com as consequências do apagão há 18 dias.

Crime no Carrefour

A polícia está investigando a morte de um homem negro depois de ser espancado no estacionamento de um supermercado, em Porto Alegre. A cena de violência foi filmada e circula nas redes sociais. Os dois agressores são seguranças do estabelecimento e foram presos em flagrante. Em nota, o Carrefour disse que vai tomar medidas cabíveis e responsabilizar os envolvidos. O supermercado também declarou que vai romper o contrato com a empresa que faz a segurança do local.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br