Em 8 dias, pelo menos 70 escolas do Rio foram fechadas após casos de Covid-19

Levantamento do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio mostra números coletados em instituições municipais entre os dias 11 e 19 de novembro

Lucas Janone e Paula Martini, da CNN, no Rio de Janeiro
23 de novembro de 2020 às 06:57 | Atualizado 23 de novembro de 2020 às 07:12

 

Em apenas oito dias, pelo menos 70 escolas municipais do Rio de Janeiro foram fechadas após registrarem casos do novo coronavirus. O levantamento foi realizado pelo Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ) entre 11 a 19 de novembro.

Somente na Zona Oeste da capital fluminense, 30 instituições tiveram as atividades interrompidas. Entre diretores, professores e equipes administrativos, ao menos 45 casos de Covid-19 foram confirmados.

Leia também:
Secretário do ES: Fechar escolas dá falsa impressão de que são vetores do vírus
Prefeitura de SP diz que não avançará na abertura de escolas

Sala de aula com distanciamento social no RJ
Foto: Reprodução/CNN Brasil (19.out.2020)


As aulas presenciais foram retomadas na última terça-feira (17) para alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e do último ano do Programa de Educação para Jovens e Adultos. Os profissionais, no entanto, voltaram antes para atividades administrativas nas escolas.

De acordo com as informações divulgadas, o tempo de fechamento das escolas pode variar de um até sete dias. Todas passam por uma desinfecção para voltar ao funcionamento.

O Sepe também registrou denúncias sobre a falta de Equipamento de Proteção Individual (EPIs) para os professores e profissionais de limpeza dos colégios municipais. Segundo a apuração da CNN, a falta de máscaras e álcool gel é uma realidade nas escolas.

A Secretaria Municipal de Educação informou que os casos confirmados e suspeitos de Covid-19 foram detectados antes do retorno das aulas presenciais. Segundo a pasta, quando há um caso confirmado ou suspeito, o funcionário é afastado, assim como todas as pessoas que tiveram contato com ele. O atendimento é interrompido para um período de higienização completa. Após esta fase de prevenção, que pode durar 5 dias, a escola é reaberta com os profissionais de Educação em condições adequadas para a retomada das aulas presenciais.

A Secretaria Municipal de Educação garantiu que todos os protocolos de segurança necessários foram cumpridos.

"Houve redimensionamento dos espaços utilizados e disponibilização dos produtos necessários para a higienização pessoal e do ambiente, como máscaras, álcool em gel e sabonete líquido, entre outros itens", afirmou a prefeitura.