João Campos: Recife terá um comitê específico para tratar da vacinação

'Único caminho para vencer a pandemia é conseguindo vacinar as pessoas e o Recife vai ter a estrutura para viabilizar isso', disse o prefeito eleito de Recife

Jéssica Otoboni, da CNN, em São Paulo
10 de dezembro de 2020 às 12:32 | Atualizado 10 de dezembro de 2020 às 12:58

 

O prefeito eleito de Recife, João Campos (PSB), falou nesta quinta-feira (10) à CNN sobre as planos da cidade para a vacinação contra a Covid-19, as articulações para as eleições de 2022 e a presidência da Câmara dos Deputados.

Ele disse que conversou nessa quarta-feira (9) com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a respeito do plano de vacinação nacional. "Colocamos o Recife à disposição, mas anunciamos também que vamos criar um comitê específico para tratar da vacinação", afirmou ele.

Assista e leia também:
João Campos promete mulheres em 50% dos cargos de liderança de Recife
João Campos (PSB) derrota Marília Arraes (PT) e é eleito prefeito de Recife
Homem mais rico do Brasil, o banqueiro Joseph Safra morre aos 82 anos

João Campos, prefeito eleito de Recife
Foto: Reprodução - 10.dez.2020 / CNN

"Tanto as parcerias com o governo federal, mas também um plano próprio de vacinação, de aquisição e de aumento da nossa equipe para viabilizar a imunização da população", disse ele, acrescentando que esse processo será feito já na transição, em dezembro, para que a estrutura esteja pronta em janeiro.

"Único caminho para vencer a pandemia é conseguindo vacinar as pessoas e o Recife vai ter a estrutura para viabilizar isso."

Presidência da Câmara e 2022

Questionado sobre os motivos que levaram o PSB a aprovar o "indicativo" de apoio ao candidato Arthur Lira (PP-AL) para a presidência da Câmara dos Deputados, Campos disse que "a eleição se dá no âmbito do parlamento" e que a conversa nessa quarta sobre assunto foi "preliminar".

"Não existe uma candidatura ou outra que seja do governo federal ou não. Você constrói olhando para a bancada. O PSB vai fazer a discussão daquilo que é melhor para o partido, para ter posições de destaque na Câmara e conseguir comissões e relatorias", declarou ele.

Com relação às articulações do PSB para as próximas eleições, João Campos disse que será preciso haver diálogo e que ainda é muito cedo para discutir o cenário de 2022. "Eu espero que em 2022 a gente possa chegar com um nível de maturidade política que consiga apresentar um projeto para o país para enfrentar a desigualdade, fazer a geração de emprego, crescimento econômico, reorganização econômica", disse.

"O PSB vai estar sim nessa discussão para 2022", afirmou ele. "Espero que a gente possa cuidar verdadeiramente dos problemas brasileiros e não ficar apenas perdendo tempo ou energia com pautas que não agregam."

À CNN, o prefeito eleito de Recife disse ainda que sofreu "preconceito com a minha juventude". Além disso, ele ressaltou que é fundamental "desmontar os palanques". "Tive a oportunidade de anunciar durante a campanha que no nosso governo, durante os quatro anos, não terá indicação do PT e esse é um compromisso que a gente vai manter."

João Campos foi eleito no segundo turno com 56% dos votos válidos, contra 43% da rival e prima Marília Arraes (PT).