Guarda municipal atira em cachorro para separar briga de animais no ES

Prefeitura alega que disparo foi para separar briga entre dois cães. Guardas resgataram o animal e registraram boletim de ocorrência.

Anna Gabriela Costa, colaboração para CNN Brasil
11 de dezembro de 2020 às 20:40
Foto: Reprodução

Imagens de um agente da Guarda Municipal de Vila Velha, no Espírito Santo, atirando contra um cachorro, tomaram as redes socias nesta sexta-feira (11).

De acordo com a prefeitura da cidade capixaba, o episódio ocorreu na noite da última segunda-feira (7), e intuito do guarda era conter o animal, que atacava outro cão de menor porte.

As imagens de câmeras de monitoramento (assista abaixo) registraram o momento em que o cachorro maior puxa o outro, e pessoas que passavam pela rua tentam separar os animais.

Um homem chega a dar pauladas no cão que, com a mandíbula, segurava o outro animal.


Em certo momento, conforme mostram as gravações (assista abaixo), uma viatura da Guarda Municipal chega ao local, e o agente decide controlar o ataque atirando no cachorro.

Segundo a prefeitura, o tiro foi direcionado a uma das patas do animal e, em seguida, os guardas o colocaram na viatura e levaram para uma clínica veterinária.

A prefeitura também afirmou que, naquele momento, os agentes não portavam spray de pimenta, arma de choque, ou qualquer outro equipamento que pudesse conter o cachorro sem feri-lo.


Após levarem o animal ferido ao veterinário, os guardas registraram boletim de ocorrência na Delegacia Regional de Vila Velha. O documento definiu o caso como “crimes diversos: ocorrência para
fins de direitos civis”.

A tutora do animal apresentou-se e justificou que o cachorro havia fugido de casa após o filho dela, de oito anos, deixar o portão aberto.

A CNN tentou contato com a dona do cão baleado e com a clínica veterinária onde o animal foi atendido, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.

Nota da prefeitura de Vila Velha

“A Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria de Defesa Social e Trânsito, informa que na ocorrência pouco recorrente sobre os cachorros, o agente da Guarda Municipal adotou, naquele momento, o procedimento protocolar para fazer cessar as agressões de um cachorro raivoso contra o outro de menor porte. Depois do disparo, a guarnição socorreu o animal e encaminhou a ocorrência para a
autoridade judiciária”.