Pandemia e o ‘ano perdido’ de 2020: como se preparar para o Enem?

Para se preparar para o exame, aluno precisa colocar em prática tudo que aprendeu e pesquisar os conteúdos que ainda não domina

Rodrigo Maia, da CNN, em São Paulo
15 de dezembro de 2020 às 21:03
Como se preparar para a prova do Enem em meio à pandemia?
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Com a pandemia da Covid-19, a discussão sobre o “ano perdido” para a educação tomou conta das redes sociais. Diretores, professores, alunos, família: a maioria entendeu que foi um ano “jogado fora”. Mas será que foi isso mesmo? E como o aluno pode se preparar para o Enem?

Se a gente considerar o modelo tradicional de ensino, sim, o ano pode ser considerado perdido. O professor não conseguiu passar todo o conteúdo, e o aluno, até mesmo aquele mais comprometido, não conseguiu estudar da mesma forma que estava acostumado. Aquela aula na lousa, mesmo com recursos tecnológicos, não aconteceu. Aquela interação em sala de aula, com colegas e o próprio professor, também não. 

Por outro lado, alunos e professores foram obrigados a desenvolver novas habilidades durante o ano todo. O famoso “se vira” nunca foi tão colocado em prática. Os alunos de ensino médio conheceram sites e aplicativos que nunca tinham visto e nem imaginavam que existiam. 

Olha quanta atividade prática interessante: 

•    Jogos on-line uniram os grupos nas noites vazias;
•    Pesquisas sobre melhores aplicativos para apresentar os trabalhos;
•    Pesquisas sobre conteúdos não entendidos apenas com as aulas remotas;
•    Estratégias para aumentar a velocidade da internet;
•    Estratégias para economizar o pacote de dados e não perder a conexão.

O fato é: 2020 foi um ano diferente de tudo que imaginamos. Então, para se preparar para o Enem, o aluno precisa colocar em prática tudo que aprendeu e pesquisar os conteúdos que ainda não domina. 

Para a educadora e mestre em tecnologia Rita Carolino, uma solução interessante é o aluno usar a criatividade, recorrer a pesquisas em sites confiáveis e montar grupos de estudos para trocar conhecimento. 

Neste momento, surge a primeira dúvida: como estudar e aprender um conteúdo que você não domina? 

Leia com atenção a primeira etapa para você se preparar melhor: 

1.    Faça simulados on-line;
2.    Se conseguir, imprima o simulado e faça versões no papel;
3.    Faça um controle, com base em erros e acertos, do conteúdo que precisa investir mais tempo;
4.    Crie uma rotina de horários de estudo e de simulados;
5.    Analise sua evolução na pontuação de cada simulado;

Com base nos resultados obtidos, o estudante segue para a segunda etapa. “É o momento de se aprofundar nos conteúdos mapeados e escolher a melhor forma de estudo”, afirma Rita. 

O que você prefere: canais do YouTube, material escrito, animações, simuladores, podcast, grupos de estudo? A dica é: investir um tempo e pesquisar a forma que mais motiva. 

Leia também:

Enem 2021: veja como será a estrutura da prova e divisão das questões

Estudantes não poderão usar nota do Enem 2020 no Prouni e no Fies

Enem: Justiça monta sistema para acompanhamento de ocorrências em tempo real

Depois disso, a ideia é recomeçar a primeira etapa, ou seja, o aluno deve fazer outros simulados e controlar seus acertos e erros. 

“Compare os números e decida qual método funcionou com você. Em seguida, vá para a segunda etapa e siga assim sua rotina, de acordo com os horários pré-estabelecidos. Quanto mais você perceber uma melhora em seus números, mais confiante vai ficar”, sugere a professora Rita aos estudantes. 

E esse é um ponto muito importante: autoconfiança. Muitos estudantes se sentem inseguros por causa do ano difícil que vivemos em todos os aspectos. Por essa razão, o aluno precisa compreender que o aprendizado foi outro, diferente daquela aula na lousa. 

O aluno aprendeu, e muito, em 2020. O ano não foi perdido. Cada estudante aprendeu a ter autonomia de estudo, pesquisas, trabalho em equipe e, principalmente, aprendeu a superar desafios. É isso que a vida vai mostrar aos estudantes que vão ingressar em uma instituição de ensino superior e no mercado de trabalho. 

Assim como você passou por esse ano complexo, mesmo com altos e baixos, você vai conseguir superar outro desafio. Siga as rotinas que falamos nessa matéria e prepare-se para o Enem e para a vida.