Rezende: Será difícil para escolas de SP seguirem protocolo contra Covid-19

No quadro Liberdade de Opinião, Sidney Rezende comentou o anúncio do governo de São Paulo sobre o retorno às aulas em 2021

Da CNN, em São Paulo
18 de dezembro de 2020 às 10:33


No quadro Liberdade de Opinião desta sexta-feira (18), Sidney Rezende comentou o anúncio do governo de São Paulo sobre a retomada das aulas presenciais no ensino básico e superior em 2021. O retorno está autorizado mesmo se houver piora no número de casos de Covid-19.

"Se houver uma higienização das salas de aula; se todas as salas colocarem à disposição álcool em gel para as crianças e professores; se adultos usarem máscaras o tempo inteiro e tiver separação entre as cadeiras dos alunos; se tudo isso for seguido à risca e houver vigilância para que as crianças não façam aglomeração junto com os adultos, será possível o retorno às aulas com segurança. Mas acho muito difícil isso ser feito dessa forma radical", avaliou Rezende.

Leia também:
A escola é um ambiente seguro, diz secretário de SP sobre aulas presenciais
SP permitirá aulas presenciais mesmo com piora de índices da Covid-19

"Se o governo de São Paulo garantir que assim será, acho que é possível que se possa ter o retorno com esse cuidado. Um pouco mais de paciência seria melhor. Se conseguir fazer, só me resta aplaudir e torcer pra ninguém ficar contaminado. O risco existe", completou.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (18.dez.2020)

(Publicado por: André Rigue)