Vacina aprovada na Argentina, Neymar notificado e mais da noite de 30 dezembro

Assista ao 5 Fatos Noite apresentado pela âncora da CNN Daniela Lima

Da CNN, em São Paulo
30 de dezembro de 2020 às 20:29

A prorrogação de medidas excepcionais adotadas em função da pandemia da Covid-19 por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski, mais uma vacina aprovada na Argentina e Marcelo Crivella (Republicanos) de volta à prisão domiciliar são alguns dos principais fatos da noite desta quarta-feira, 30 de dezembro de 2020.

O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski prorrogou a lei que garante poderes para a adoção de medidas excepcionais no combate à Covid-19. O dispositivo estava atrelado ao chamado estado de calamidade, que vai expirar nesta quinta-feira (31). Com isso, a norma que obriga a Anvisa a analisar em até 72 horas uma vacina aprovada por Estados Unidos, China, Japão ou União Europeia, por exemplo, será mantida.

A Argentina aprovou o uso emergencial da vacina de Oxford contra a Covid-19. A decisão foi tomada algumas horas depois de o imunizante ser liberado no Reino Unido. Essa é a terceira vacina autorizada para uso emergencial no país, que deu aval para a Pfizer e a Sputnik V na semana passada.

Neymar foi notificado pelo Ministério Público devido a uma festa planejada em sua mansão na cidade de Mangaratiba, no Rio de Janeiro. A prefeitura da cidade também foi oficiada a informar as medidas que adotou para garantir que as regras de isolamento estão sendo cumpridas na cidade.

O prefeito eleito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), deve anunciar já no dia 1º de janeiro a adoção de medidas amargas para o funcionalismo. Ele não descarta parcelar o décimo terceiro salário nem ampliar a contribuição previdenciária dos servidores. Os contratos também serão revisados. A informação é do analista da CNN Fernando Molica.

Marcelo Crivella, o prefeito afastado do Rio de Janeiro, voltou à prisão domiciliar após ser liberado para acompanhar o enterro da mãe. A ida de Crivella à cerimônia, que aconteceu na cidade de Simão Pereira, em Minas Gerais, foi autorizada por Humberto Martins, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Nas redes sociais cresceram as buscas pelas maneiras de apostar na Mega da Virada, que pode pagar R$ 300 milhões nesta quinta-feira (31).