'Essas pessoas vão responder', diz Elba Ramalho sobre festa em sua casa alugada

Polícia dispersou festa com 700 pessoas em mansão alugada da cantora em Trancoso, na Bahia

Da CNN, em São Paulo
30 de dezembro de 2020 às 21:06 | Atualizado 30 de dezembro de 2020 às 21:08


 

A Polícia Militar dispersou uma festa com 700 pessoas que estava ocorrendo na mansão da cantora Elba Ramalho em Trancoso, na Bahia. As autoridades chegaram no local após denúncias de aglomeração. O evento contou com venda de ingresso. A PM quer esclarecer como foi feita a venda de entradas assim como a divulgação do evento. Os organizadores da festa terão que prestar depoimentos. Elba Ramalho foi para as redes sociais explicar que não teve envolvimento com o evento, uma vez que alugou sua casa do dia 25 de dezembro até o dia 4 de janeiro.

Leia também

Por causa de festa, MP notifica Neymar, condomínios e Prefeitura de Mangaratiba

Quatro idosos morrem e mais de 40 são diagnosticados com Covid-19 em asilo no RJ

Após meses de isolamento, casal sai para cortar cabelo e morre de Covid-19

“Minha casa está alugada desde o dia 25 de dezembro até o dia 4 de janeiro. É algo de praxe, todos os anos a gente aluga. Não sabia que a casa estava tendo uma festa dessa proporção. É chato porque nós artistas precisamos dar o bom exemplo e sou uma pessoa responsável comigo, com minha vida e com a vida dos outros. Não sei quem vai responder por isso, mas a festa não foi feita por mim, não estava presente e nem sabia do evento. Eu não tenho nada a ver com a festa que fizeram na minha casa,” disse a cantora em vídeo nas redes sociais. "Eu eu não posso responder por uma coisa que eu nao fiz , mas essas pessoas vão responder e eu estou realmente indignada e muito triste por tudo isso", concluiu.

 

(Publicado por Leonardo Lellis)