Futuro secretário diz que se equivocou ao falar de aumento na previdência no RJ

Pedro Paulo  disse que a alteração automática estava prevista na discussão da reforma aprovada em 2019, mas que o dispositivo foi retirado do relatório final

Fernando Molica
Por Fernando Molica, CNN  
31 de dezembro de 2020 às 16:16
Pedro Paulo é o futuro secretário da Fazenda da cidade do Rio de Janeiro
Foto: Daniel Castelo Branco/O Dia/Estadão Conteúdo

Futuro secretário de Fazenda do Rio de Janeiro, o deputado federal Pedro Paulo (DEM) enviou mensagem para informar que se equivocou ao declarar à CNN que a nova administração determinaria um aumento, de 11% para 14%, da contribuição previdenciária dos servidores municipais

Leia também:

Paes diz que espera começar vacinação contra Covid-19 em janeiro no Rio

Paes assina termo de cooperação para compra de doses Coronavac

Na quarta-feira, 30, ele afirmara que a mudança sequer dependeria de um decreto, seria apenas uma adaptação às normas da reforma previdenciária federal.

Nesta quinta (31), Pedro Paulo  disse que a alteração automática estava prevista na discussão da reforma aprovada em 2019, mas que o dispositivo foi retirado do relatório final, "impondo assim a necessidade de lei específica".

Destaques da CNN Brasil Business:

Ouro é o investimento que teve maior rentabilidade em 2020

Quais as chances de ganhar sozinho na Mega-Sena da Virada?

Brasil tem a sexta moeda que mais perdeu valor frente ao dólar em 2020

Segundo ele, o tema será discutido na apresentação, em fevereiro do plano de reforma da previdência a ser enviado  para a Câmara Municipal. "Se mandarmos (o aumento), tem que ser nesse pacote previdenciário", acrescentou.