Salário mínimo, falta de seringas, FGTS e mais da manhã de 31 de dezembro

5 Fatos Manhã repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo
31 de dezembro de 2020 às 07:37


O anúncio do salário mínimo de 2021, as negociações da vacina da Pfizer com a Anvisa e o prêmio milionário da Mega da Virada estão entre os destaques do 5 Fatos Manhã desta quinta-feira, 31 de dezembro de 2020.

Vacina da Pfizer

Anvisa afirma que a farmacêutica Pfizer poderá pedir uso emergencial mesmo sem definir número de doses. Em nota, a agência esclareceu que, caso necessário, a empresa poderá justificar o eventual não cumprimento de todos os itens do guia, em especial, no que se refere à previsão sobre o quantidade da vacina que poderia ser disponibilizada para o Brasil.

Falta de seringas

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) pretende pedir para o governo para que seja proibida a exportação de seringas e agulhas. O movimento tem como pano de fundo a dificuldade de diversos estados brasileiros de conseguir comprar seringas. A apuração é da analista de política da CNN Thaís Arbex.

Salário mínimo 

O presidente Jair Bolsonaro anunciou que o salário mínimo será de R$ 1.100 a partir do dia 1º de janeiro de 2021. Trata-se de um aumento de 5,26% em comparação com os atuais R$ 1.045.

Saque emergencial do FGTS

Quem não realizou o saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) tem até hoje para solicitar o recebimento do recurso de até R$ 1.045. O pedido deve ser feito pelo aplicativo do FGTS.

Mega da Virada

Você sabe quais são as chances de acertar sozinho as seis dezenas da Mega-Sena da Virada? Uma em 50 milhões. A premiação, que realiza o sorteio na noite de hoje, deve ultrapassar os R$ 300 milhões.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br