Inflação de 2020, manutenção da prova do Enem e mais de 12 de janeiro

5 Fatos Tarde, apresentado por Roberta Russo, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo
12 de janeiro de 2021 às 14:37


A inflação brasileira em 2020, o posicionamento do ministro da Educação, Milton Ribeiro, sobre o Enem e o processo para a disponibilização da vacina indiana no Brasil estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta terça-feira, 12 de janeiro de 2021.

Inflação

Pressionado, principalmente, pelos preços dos alimentos, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que calcula a inflação oficial do Brasil, encerrou 2020 em 4,52%. Além de estar acima do centro da meta para o ano, que era de 4%, o índice é o maior desde 2016, quando a inflação do país foi de 6,3%.

Lava Jato

A Polícia Federal realiza nesta terça-feira mais uma fase da Lava Jato, a Operação Vernissage. Entre os alvos da ação estão Márcio Lobão e Edison Lobão Filho, filhos de Edison Lobão (MDB), ex-ministro de Minas e Energia. A operação, que tem apoio do Ministério Público Federal e da Receita Federal, apura um esquema de “fraudar o caráter competitivo” de licitações com o pagamento de propina a altos executivos da Petrobras e de outras empresas ligadas a ela, como a Transpetro. 

Ministro da Educação

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou nesta terça-feira em entrevista à CNN que o Enem não será adiado e que apenas uma minoria é contra a realização da prova. “Não vamos adiar o Enem. Primeiro porque tomamos todos os cuidados de biossegurança possíveis", afirmou Ribeiro.

Afastamento de Trump

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos vota hoje um pedido para que o vice-presidente Mike Pence e parte do gabinete acionem a 25ª Emenda, que pode tirar Donald Trump do poder. Caso Pence não siga o pedido, como esperado, a Casa vota amanhã o artigo de impeachment contra Trump pelo papel que ele teve no ataque ao Capitólio, que deixou cinco mortos. Os democratas acusam o atual presidente americano de incitar a revolta que levou à invasão da semana passada. 

Vacina indiana no Brasil

A Bharat Biotech, empresa indiana responsável pelo desenvolvimento da Covaxin, candidata à vacina contra a Covid-19, assinou um acordo com a Precisa Medicamentos para o fornecimento do imunizante no Brasil. A informação foi divulgada nesta terça-feira (12), depois que uma equipe da Precisa Medicamentos visitou as instalações da Bharat.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br