Campo Grande prorroga toque de recolher até 6 de fevereiro

Restrições não se aplicam a postos de combustíveis, farmácias, serviços de saúde e outras ações ligadas ao enfrentamento à pandemia

Gabriel Ferneda*, da CNN, em São Paulo
20 de janeiro de 2021 às 17:48 | Atualizado 20 de janeiro de 2021 às 18:02

 

 

A cidade de Campo Grande prorrogou o toque de recolher até o dia 6 de fevereiro. A medida foi publicada no Diário Oficial da cidade desta quarta-feira (20).

O toque de recolher na capital sul-mato-grossense começou a vigorar em 7 de dezembro e terminaria nesta quinta (21). Agora, a nova determinação da prefeitura prorroga a medida até 6 de fevereiro. Há, porém uma redução no horário: antes, a medida valia das 22h às 5h; agora, vai das 23h às 5h.

Segundo o decreto, as restrições não se aplicam a postos de combustíveis, farmácias, serviços de saúde e outras ações ligadas ao enfrentamento à pandemia.

"O descumprimento das medidas deste Decreto acarretará a responsabilização civil, administrativa e penal dos agentes infratores, que poderão responder por crimes contra a saúde pública e contra a administração pública em geral", diz o texto.

 

De acordo com a Secretaria da Saúde do Mato Grosso do Sul, Campo Grande registrou, até o momento, 66.748 casos do novo coronavírus e 1.228 mortes.

A Secretaria Municipal de Saúde iniciou na terça-feira a vacinação, imunizando idosos e profissionais de saúde. Campo Grande recebeu 26.898 doses da vacina Coronavac, suficiente para imunizar 12.480 pessoas, segundo a Secretaria.

*sob supervisão de Evelyne Lorenzetti