Após assembleia, sindicato suspende greve de metrô em SP nesta quarta (27)

O Sindicato dos Metroviários de São Paulo informou, na noite desta terça-feira, que está suspensa a greve marcada pela categoria para a quarta-feira (27)

Da CNN, em São Paulo
27 de janeiro de 2021 às 04:11
Plataforma de estação da Linha 2-Verde do Metrô de São Paulo
Plataforma de estação da Linha 2-Verde do Metrô de São Paulo
Foto: Pedro DuranCNN


 

O Sindicato dos Metroviários de São Paulo informou, na noite desta terça-feira, que está suspensa a greve marcada pela categoria para a quarta-feira (27). 

Dos 846 votantes, 592 (69,98%) decidiram pela suspensão, 212 (25,06%) pela greve e 42 (4,96%) se abstiveram.

Veja, abaixo, a nota divulgada pelo sindicato na noite da terça-feira (26): 

Assembleia decide suspender greve marcada para 27/01

A assembleia realizada na noite de 26/1 votou pela suspensão da greve marcada para 27/1, do Estado de Greve e do uso de coletes e adesivos. Dos 846 votantes, 592 (69,98%) decidiram pela suspensão, 212 (25,06%) pela greve e 42 (4,96%) se abstiveram. A categoria continua alerta e participará de várias atividades da campanha Fora Bolsonaro.

No dia 26/1, todas as Centrais Sindicais, as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, partidos de oposição e várias outras entidades deliberaram pela união de todos os segmentos civis e políticos que lutam pelo Fora Bolsonaro. Também faz parte da campanha a luta por vacina já e para todos e o retorno do auxílio emergencial.

A categoria decidiu pela retomada do uso dos coletes e adesivos no dia 1º/2, como forma de participação no Dia Nacional de Lutas, parte da campanha pelo Fora Bolsonaro. Os metroviários participarão de outras atividades definidas no calendário da Plenária Nacional de Organização das Lutas.