Alta no preço do Prato Feito, disputas no PSDB e mais de 12 de fevereiro

Assista ao 5 Fatos Manhã apresentado pela âncora da CNN Muriel Porfiro

Da CNN, em São Paulo
12 de fevereiro de 2021 às 07:05 | Atualizado 12 de fevereiro de 2021 às 07:09

O aumento do preço dos itens que compõem a refeição, os embates no PSDB entre João Doria e Eduardo Leite e o estudo que indica que a cannabis pode ajudar pacientes com casos graves da Covid-19 são alguns dos destaques da manhã desta sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021.

Vacinas contra Covid-19

A Anvisa esboça uma reação coletiva caso um trecho da medida provisória das vacinas vire lei. Seria a parte que prevê a redução de 10 para 5 dias do prazo para autorização do registro das vacinas. Caso vire lei, a ideia da agência é atender à ordem de autorizar as vacinas, mas sem dar a certificação, o que, na prática, significa não atestar a segurança sanitária do imunizante. A MP ainda aguarda a sanção presidencial. A apuração é do analista de política da CNN, Caio Junqueira.

Eduardo Leite

Em entrevista à CNN, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, falou sobre a disputa interna no PSDB com o governador João Doria, visando as eleições de 2022. Segundo Leite, Doria tem sua própria “forma de fazer política”. Ele disse ainda que estar no mesmo partido não significa que os dois compartilham das mesmas ideias. Leite disse que a discussão no partido vai ser feita "no momento certo".

Prato feito

Itens que compõem a refeição tiveram alta de 43,4% em 2020. Segundo a Associação Brasileira de Supermercados, os preços avançaram com a pandemia e, de março a dezembro, acumularam variação superior a 30%. Para se ter uma ideia, em fevereiro o preço médio do prato feito, o famoso PF, pago pelos brasileiros era de R$ 9,29. Em dezembro a média ficou em R$ 12,33. O destaque do aumento ficou na conta do arroz, que apresentou um crescimento de mais de 83% no ano.

Cannabis x Covid-19

A cannabis pode ajudar pacientes com casos graves da Covid-19. É o que revela o estudo de uma startup de pesquisa israelense. Isso porque a cannabis inibiu as respostas imunológicas do organismo, o acesso de produção das citocinas. Também reverteu o inchaço, o crescimento excessivo de tecido e as cicatrizes dos pulmões. Mesmo com todos os resultados, é preciso ter cuidado no uso da cannabis para tratamento da Covid-19.

Mensagens hackeadas

Em um movimento de tentar blindar pessoas que aparecem em mensagens obtidas por hackers no julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF), procuradores pretendem evocar a lei geral de proteção de dados. A informação é da âncora da CNN Daniela Lima. Os procuradores devem alegar que aparecem em mensagens enviadas a terceiros e que não têm relação com o caso. O objetivo da ação é forçar o STF a fazer uma peneira no material que foi entregue à defesa do ex-presidente Lula.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

(Publicado por: André Rigue)