Só 2,5% das escolas do RJ estão aptas para receber alunos na próxima quarta (24)

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, 38 das 1543 unidades estão prontas para receber estudantes da pré-escola, 1º e 2º anos

Cleber Rodrigues, da CNN, no Rio de Janeiro
17 de fevereiro de 2021 às 12:00
Sala de aula com distanciamento entre carteiras no Colégio Objetivo, no Rio
Sala de aula com distanciamento entre carteiras no Rio de Janeiro
Foto: Jairo Nascimento/CNN (22.set.2020)

Na próxima quarta-feira (24), 7.730 estudantes da rede municipal de ensino do Rio voltarão às salas de aula. Na primeira etapa, o retorno será para os alunos da pré-escola, 1º e 2º anos. O cronograma das atividades presenciais foi divulgado, nesta quarta-feira (17), pela secretaria de educação (SME), que também listou as unidades de ensino aptas a receberem os estudantes a partir da próxima semana. No primeiro momento, serão 38 unidades, o equivalente a 2,5% das escolas do município – veja os nomes das instituições abaixo.

Ao todo, a cidade tem 1543 unidades e cerca de 600 mil estudantes. É a maior rede municipal de ensino da América Latina. Sobre o número reduzido de escolas abertas, o secretário de educação do Rio, Renan Ferreirinha, justificou com as adaptações necessárias para o retorno.

“Nós temos um protocolo muito rigoroso e um planejamento que leva em consideração diferentes pontos. O primeiro deles, é a adequação da unidade escolar ao protocolo sanitário e, para isso, não é só colocar os insumos, mas retomar com fornecedores de limpeza, de gênero alimentício, de manutenção. Nossa ideia é voltar com o máximo de escolas a cada semana, mas seguindo cada etapa”, explicou Ferreirinha.

Segundo a SME, a cada quinta serão anunciadas outras unidades de ensino liberadas para as aulas presenciais. Além do distanciamento entre as carteiras, também será obrigatório o uso da máscara (exceto para crianças de até 3 anos) e a higienização constante das mãos. O município não descarta recuar do planejamento se houver casos de infecção pelo coronavírus.

De acordo com a secretaria, o retorno presencial levou em consideração o longo tempo de defasagem na educação durante a pandemia, além do desejo de pais e estudantes pela volta às salas de aula. Uma pesquisa feita pela pasta na comunidade escolar, mostrou que 82% dos estudantes desejam retornar à escola. Foram ouvidas 4.401 pessoas.

Pelo planejamento da SME, até abril todos os alunos da rede municipal devem retornar à escola, de forma escalonada. Até lá, as aulas serão disponibilizadas de forma presencial, à distância (com fornecimento de material didático e aulas online) e pelo aplicativo Rio Educa, que deve ser lançado na próxima semana.

“Os protocolos estão sendo colocados em prática e a gente vem trabalhando com todo cuidado para passar tranquilidade. Infelizmente o Brasil está no grupo mais atrasado no que diz respeito à educação na pandemia e a gente não pode continuar negligenciando isso”, destacou Renan Ferreirinha.

Lista das 38 unidades prontas para receber alunos no RJ 

Lista com as escolas que poderão retornar o ensino presencial no Rio
Foto: Divulgação/SME/Rio

 

Lista com as escolas que poderão retornar o ensino presencial no Rio
Foto: Divulgação/SME/RJ