Estreia do CNN Séries Originais relembra roubos históricos do país

Programa também traz série sobre desafios da longevidade

Da CNN, em São Paulo
19 de fevereiro de 2021 às 16:37
CNN Séries Originais
Episódio do CNN Séries Originais relembra roubos históricos que marcaram o país
Foto: CNN

 

O CNN Séries Originais estreia neste domingo "Roubos Históricos", que vai relembrar as ações criminosas mais marcantes do país. O primeiro episódio reconstitui o assalto a uma agência bancária na Avenida Paulista, em São Paulo, que completa 10 anos e segue sem solução. Apenas um assaltante foi preso após o roubo de R$ 500 milhões em joias, relógios, ouro e dinheiro.

Para recontar essa história, os repórteres do CNN Séries Originais entrevistaram todas as autoridades envolvidas na investigação e no julgamento do caso, que provocou um racha na polícia de São Paulo e uma briga entre um dos delegados e o então secretário de Segurança Pública da época.

 

Dez anos depois do roubo, uma pergunta ainda está no ar: por que, dos 142 cofres arrombados, apenas 10 vítimas prestaram queixa à polícia?

O delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo na época, Marcos Carneiro de Lima, lembra que o banco demorou a avisar a polícia: "Não houve comunicação imediata à Polícia Civil da dimensão do crime". 

Um promotor suspeita que o atraso tenha ligação com o fato de que muitos dos objetos valiosos que estavam guardados no cofre não eram declarados à Receita Federal pelos clientes. "Esse é um caso sui generis, eu nunca vi um nível de sofisticação tão grande", diz.

Especialistas apontam as falhas do sistema de segurança do banco que beneficiaram a quadrilha, que se estruturou, planejou e cooptou pessoas envolvidas no sistema de segurança.

Episódio mostra os desafios da ciência e da sociedade com a maior longevidade da população
Foto: CNN

Caminhos da Longevidade

A segunda estreia, "Caminhos da Longevidade", aborda os desafios da ciência para garantir uma vida mais longa e como a sociedade vem se preparando para isso. 

Até 2050, o país terá cerca de 70 milhões de idosos no país, enquanto o número de pessoas com menos de 14 anos vai ficar na faixa dos 19 milhões, em uma inversão da pirâmide populacional. 

O envelhecimento dos brasileiros traz diversas consequências na sociedade e uma delas é óbvia: a saúde da população. Uma das principais doenças associadas à velhice é o Mal de Alzheimer, que é um dos principais focos de estudos da ciência.

O episódio conta a história do Arthur, um menino de 12 anos que vai guardar o dente de leite em uma clínica que estuda células-tronco. O objetivo é preservar as células para combater eventuais doenças que ele possa ter na velhice. 

 "Eu acho que diante do futuro, da velhice, é uma grande oportunidade. Vou ter uma qualidade de vida muito melhor porque não vou estar 10%% dependente de remédios. Então de repente algum tratamento que eu precisaria de remédio, posso usar a célula preservada", comemora.