Negociação para compra da vacina da Moderna, alerta da OMS e mais de 5 de março

Confira as notícias mais importantes da noite desta sexta-feira, 5 de março de 2021

Da CNN, em São Paulo
05 de março de 2021 às 19:59 | Atualizado 05 de março de 2021 às 20:02

O alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a gravidade da Covid-19 no Brasil, a negociação para o país ter doses da vacina da Moderna e a decisão sobre o caso de importunação sexual na Assembleia Legislativa de São Paulo são alguns dos destaques da noite desta sexta-feira, 5 de março de 2021.

Alerta

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que a situação da pandemia de Covid-19 no Brasil é "muito séria e preocupante". Tedros Adanom disse ainda que o país deveria adotar medidas de saúde pública agressivas, enquanto distribui vacinas contra a doença.

Mais leitos

O governo de São Paulo prometeu a abertura de novos leitos de campanha diante do agravamento da pandemia. Os detalhes devem ser divulgados na segunda-feira (8). A medida foi anunciada na semana que o estado bateu recorde de ocupação de UTIs e de mortes por Covid-19 em 24 horas.

Vacina

O Ministério da Saúde avançou em negociação por vacina da Moderna contra a Covid-19, depois de reunião com representantes do laboratório norte-americano. O cronograma prevê a entrega de 13 milhões de doses do imunizante até o final deste ano, caso o acordo seja firmado.

Punição

O Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) decidiu suspender o deputado Fernando Cury por 119 dias no processo em que foi acusado de importunação sexual contra a deputada Isa Penna (PSOL). Em entrevista à CNN, a deputada disse que a punição é leve. A decisão ainda tem que ser votada no plenário da Alesp.

União

Mais de 1.700 municípios confirmaram a intenção de participar do consórcio organizado pela Frente Nacional dos Prefeitos para compra de vacinas contra a Covid-19.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em https://newsletter.cnnbrasil.com.br

(Publicado por Daniel Fernandes)