Butanvac, vacina da Fiocruz, comitê da pandemia e mais da tarde de 26 de março

5 Fatos Tarde, apresentado por Evandro Cini, repercute as principais notícias do Brasil e do mundo na tarde desta sexta-feira (26)

Da CNN, em São Paulo
26 de março de 2021 às 14:29 | Atualizado 26 de março de 2021 às 14:37

A previsão de entrega de 40 milhões de doses da Butanvac, os estudos de outra vacina nacional pela Fiocruz e a primeira reunião do comitê da pandemia estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta sexta-feira, 26 de março de 2021.

Butanvac

O governo de São Paulo e o Instituto Butantan informaram, na manhã desta sexta-feira (26), que preveem 40 milhões de doses da Butanvac a partir de julho. A vacina é 100% brasileira e produzida no Instituto Butantan.

 

Proteção contra variante de Manaus

O diretor do Butantan, Dimas Covas, informou também que a Butanvac está preparada para a combater a variante do Amazonas, chamada P1, que é considerada mais transmissível. A vacina será desenvolvida a partir da modificação genética da estrutura básica do vírus, que se expressa na proteína S. O Butantan avalia que a utilização da mesma tecnologia utilizada na vacina contra a gripe pode baratear os custos de produção e aumentar o potencial de imunização.

Vacina da Fiocruz

Em entrevista à CNN nesta sexta-feira, o pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Julio Croda afirmou que a fundação também está produzindo estudos para desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus que seja 100% nacional.

Comitê da pandemia

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, se reuniu na manhã desta sexta-feira com governadores de 23 estados e do Distrito Federal. Esse é o primeiro encontro do comitê gestor de enfrentamento à pandemia da Covid-19. Pacheco debateu com os governadores medidas de combate à pandemia que possam ser adotadas nos estados.

No encontro, os governadores fizeram diversas solicitações, como a ampliação de leitos de UTI, celeridade no processo de vacinação, o abastecimento de insumos para os hospitais e ainda pediram um aumento no valor do auxílio emergencial para R$ 600.

'Feriadão'

Começa hoje o "feriadão" de 10 dias na cidade de São Paulo e em todo estado do Rio de Janeiro. A medida visa estimular o isolamento social e conter a transmissão do novo coronavírus. Para evitar aglomerações de turistas, barreiras sanitárias serão implantadas nas entradas de alguns municípios.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

(Publicado por Daniel Fernandes)