Queremos um pacto de diálogo com o governo, diz o governador do Ceará

O Ceará atualmente tem um índice de ocupação de leitos de UTI para a Covid-19 acima de 90%

Da CNN, em São Paulo
30 de março de 2021 às 18:15

Em entrevista à CNN, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), falou sobre as tratativas com o governo federal para ajudar na pandemia da Covid-19. Santana pediu por um maior diálogo, especialmente com o presidente Jair Bolsonaro.

“Vivemos momentos de instabilidade e essas mudanças demonstram instabilidade. O maior exemplo disso é na área da saúde onde estamos no quarto ministro durante a maior crise sanitária de nossa história, porém temos expectativa positivas com Marcelo Queiroga,” disse o governador.

 

“A reunião com o presidente do Senado foi positiva, mas colocamos para ele a importância de ter governadores e prefeitos no conselho de combate a Covid-19 do governo federal. Por que excluir do debate governadores e prefeitos? Precisamos que o presidente assuma a liderança e crie um pacto de diálogo nesse momento desafiador.”, reforçou.

O Ceará atualmente tem um índice de ocupação de leitos de UTI para a Covid-19 acima de 90%, por conta disso, o estado adotou uma série de medidas restritivas para conter o vírus. 

Leitos de UTI para pacientes da Covid-19 do Hospital Regional Norte, em Sobral, Ceará
Foto: Tatiana Fortes/Governo do Ceará (15.jul.2020)

(Publicado por Nathallia Fonseca)