As mães da pandemia e a mistura de emoções entre memórias e perdas

Da CNN, em São Paulo
10 de maio de 2021 às 04:30

No início, eram principalmente filhos com medo de perder mães, avós. Não é à toa que os idosos foram classificados como grupo de risco da Covid-19: em outubro do ano passado, os maiores de 60 anos eram 79% dos mortos pela doença. Só que, de lá pra cá, essa taxa está pouco a pouco caindo, enquanto as mortes entre pessoas de meia idade e jovens adultos crescem a cada dia.  Agora, as mães também temem pela vida dos filhos durante a pandemia, por mais jovens que sejam.

Dados do Portal da Transparência do Registro Civil mostraram que, em março deste ano, houve um aumento de 260% no número de mortes entre jovens de 20 a 29 anos. Foram 887 vidas nessa faixa etária perdidas em apenas um mês. 

Neste episódio do E Tem Mais, Monalisa Perrone fala sobre as mães que perderam seus filhos para a Covid-19. Com o avanço da vacinação de idosos e o aumento da letalidade da doença entre os mais jovens, muitas mulheres passaram o último Dia das Mães "órfãs" de seus filhos. Dona Wanda é uma dessas mães, e deixou seu relato neste episódio. Outras ganharam voz na entrevista de Monalisa com a médica Anna Tojal, infectologista no Hospital das Clínicas FAEPA, em Ribeirão Preto (SP), que assistiu de perto ao sofrimento de algumas mães durante o último ano, na linha de frente do combate à pandemia.

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

CNN Mundo

Entre Vozes

5 Fatos

E Tem Mais

Abertura de Mercado

Horário de Brasília

Na Palma da Mari

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

Podcast E Tem Mais, com Monalisa Perrone
Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã
Foto: CNN Brasil