Corte de verbas de universidades federais terá impacto em pesquisa e ensino

Da CNN, em São Paulo
17 de maio de 2021 às 04:30

Dezenas de universidades públicas estão com as finanças ameaçadas, e os riscos são iminentes e preocupantes. Na última semana, a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior, a Andifes, anunciou que o repasse para as universidades federais sofreu um corte de 18,16% em relação ao ano passado e que algumas, como a Universidade Federal do Rio de Janeiro, podem até fechar as portas se o orçamento destinado a elas não for desbloqueado.

Do outro lado, o Ministério da Educação argumenta que o bloqueio é consequência dos cortes que a pasta sofreu no Orçamento de 2021, e que "o MEC tem não tem medido esforços nas tentativas de recomposição e/ou mitigação das reduções orçamentárias das IFES (Instituições Federais de Ensino Superior)".

Neste episódio do E Tem Mais, Monalisa Perrone fala sobre os riscos que o corte na verba destinada às universidades federais representa para a pesquisa e o ensino no país, especialmente no contexto da pandemia. Participa do episódio o professor Otaviano Helene, do Instituto de Física da Universidade de São Paulo e ex-presidente do Inep.

Otaviano, que também se especializou em financiamento de universidades públicas, analisa qual seria o destino do orçamento discricionário nas federais e fala sobre o financiamento privado na pesquisa, sugestão levantada recentemente pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Na segunda parte do episódio, a diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (CEIPE-FGV), Claudia Costin, avalia também os riscos de aulas permanentemente à distância no ensino superior.

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

CNN Mundo

Entre Vozes

5 Fatos

E Tem Mais

Abertura de Mercado

Horário de Brasília

Na Palma da Mari

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

Podcast E Tem Mais, com Monalisa Perrone
Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã
Foto: CNN Brasil