Categoria suspende greve, e Metrô de SP volta a funcionar nesta quinta-feira

Com a decisão, as linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata voltarão a operar nesta quinta-feira (20)

Daniel Fernandes, da CNN, em São Paulo
19 de maio de 2021 às 22:22 | Atualizado 20 de maio de 2021 às 00:10

 

O Sindicato dos Metroviários de São Paulo anunciou, na noite desta quarta-feira (19), que decidiu aceitar a proposta de conciliação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e suspender a greve no Metrô paulista. Com a decisão, as linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata voltarão a funcionar normalmente nesta quinta-feira (20).

Após o anúncio de greve feito na noite de terça-feira (19) e a paralisação em quatro linhas nesta quarta-feira, uma audiência de conciliação foi realizada entre a categoria e o Metrô no TRT. De acordo com o sindicato, o tribunal e o Ministério Público do Trabalho (MPT) apresentaram uma proposta "com garantia de não demissão ou punição de qualquer trabalhador que tenha participado da greve".

Além disso, ainda de acordo com a categoria, a proposta garante 7,79% de reajuste salarial a partir de 1º de maio deste ano, e o mesmo índice será usado no reajuste de vale-refeição e vale-alimentação, entre outros pontos. 

A decisão foi tomada em assembleia com votação on-line realizada nesta noite. Segundo o sindicato, dos 3.274 participantes, 3.064 (93,5%) aprovaram a proposta do TRT, 2.633 (80,4%) pessoas rejeitaram a do Metrô e 2.488 (75,9%) concordaram com a suspensão da greve.

Apesar de ter aceitado a proposta do TRT, o sindicato afirmou que aguarda a manifestação do Metrô e do governo de São Paulo, que continuará a mobilização e que uma nova assembleia será realizada na próxima terça-feira (25). 

Em nota, o Metrô de São Paulo afirmou que a operação parcial das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha foi encerrada às 22h desta quarta-feira (19). A operação Paese (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) foi mantida até as 0h de quinta-feira e, a partir das 4h30, a operação habitual será retomada, segundo a companhia.

Com a decisão, linhas paralisadas nesta quarta-feira (19) operarão normalmente nesta quinta-feira (20)
Foto: Bruno Rocha - 02.jun.2020/Estadão Conteúdo