Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro aprova antecipação do recesso escolar

Medida permite imunizar mais profissionais da educação com menos exposição ao vírus

Beatriz Puente e Iuri Corsini, da CNN, no Rio de Janeiro
26 de maio de 2021 às 17:08
Mãe leva criança para escola
Foto: Shutterstock

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro aprovou o projeto de lei que altera o calendário escolar da Secretaria Estadual de Educação. A medida adianta o recesso de 30 dias para o período de maio a junho. Dessa forma, mais profissionais da educação poderão ser imunizados antes de retornar às salas de aula. Na capital fluminense, a vacinação desse grupo foi retomada na segunda-feira (24). 

O projeto de lei agora segue para a sanção ou veto do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro. A rede estadual de ensino dispõe de mais de 50 mil profissionais da educação, entre professores, merendeiras, secretários e inspetores.

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Estado do Rio de Janeiro (Sepe-RJ) diz enxergar com bons olhos o Projeto de Lei (PL). A coordenadora geral do Sepe-RJ, Isabel Costa, aponta um risco de surto de Covid-19 na comunidade escolar e, diante disso tudo, acredita que o plano de antecipação do recesso de julho é muito positivo.

“A proposta do projeto é bastante interessante diante do quadro atual da pandemia no Rio, com números ainda alarmantes e flagrantes diários de desrespeito às medidas sanitárias.” 

A coordenadora informou que as regionais do Sepe-RJ estão articulando para que o PL também seja apresentado na Câmara dos Vereadores. Em todo o estado do Rio de Janeiro já foram vacinados com a primeira dose mais de 30 mil trabalhadores do ensino básico.