Prazo para solicitar isenção de taxa do Enem 2021 termina nesta sexta-feira

Nesta sexta também acaba o prazo para estudantes que não compareceram ao Enem 2020 e devem justificar a ausência

Nathallia Fonseca, da CNN, em São Paulo
28 de maio de 2021 às 03:11
Prova Enem
Estudantes devem solicitar isenção de taxa do enem até esta sexta-feira
Foto: Reprodução/Agência Brasil

Quem deseja pedir isenção de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 deve fazer a solicitação na página do Inep até esta sexta-feira (28). Para a inscrição, é necessário preencher um cadastro virtual e enviar documentos que comprovem o direito ao benefício.

São isentos da taxa os estudantes que estão na última série do ensino médio em escolas da rede pública, além daqueles que - alunos de escolas públicas ou bolsistas integrais de instituições privadas - têm renda familiar igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa. Inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) também poderão se inscrever gratuitamente. 

Nesta sexta também acaba o prazo para estudantes isentos de taxa que não compareceram ao Enem 2020 e devem justificar a ausência. O procedimento é obrigatório aos que precisam ser dispensados do pagamento mais uma vez este ano. Entre as justificativas aceitas pelo exame estão emergências médicas, morte na família, necessidade de comparecimento ao trabalho, entre outras. 

O resultado de isenção da taxa será divulgado no dia 9 de junho, conforme cronograma divulgado pelo Inep. O Ministério da Educação ainda não confirmou a data exata do Enem 2021, que deve ser realizado entre dezembro deste ano e janeiro de 2022. 

Espelhos das redações

O Inep ainda anunciou, na quinta-feira (27), que a partir das 18h desta sexta-feira, irá divulgar as vistas das folhas de redação e as notas dos estudantes que fizeram o Enem para fins de autoavaliação. 

Os participantes poderão verificar a pontuação alcançada em cada uma das competências avaliadas: domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa; compreensão a proposta de redação e aplicação de conceitos das várias áreas de conhecimento, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa; seleção, relação, organização e interpretação de informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista; demonstração de conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação; e elaboração da proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.