As dúvidas que ainda restam sobre a aplicação da vacina Sputnik V no Brasil

Da CNN, em São Paulo
14 de junho de 2021 às 04:30

Apesar da autorização da Anvisa para que estados do Nordeste possam, em caráter excepcional, importar 928 mil doses da Sputnik V, as dúvidas acerca do imunizante russo ainda estão longe de acabar. Essa autorização, que por sinal veio acompanhada de uma lista de rigorosas restrições, acabou acirrando ainda mais as incertezas sobre a vacina. Um dos problemas centrais é que a agência reguladora brasileira acabou atribuindo muita responsabilidade aos estados pela fiscalização e garantia de qualidade da vacina.

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira conversa com o farmacêutico Dirceu Barbano, ex-diretor da Anvisa, sobre os questionamentos que ainda envolvem a Sputnik V. Barbano explica qual é a diferença entre a última autorização da Anvisa, de importação excepcional, e a aprovação para uso emergencial. Ele também analisa qual passa a ser a responsabilidade dos estados na aplicação da vacina.

Na segunda parte do episódio, a infectologista Raquel Stucchi comenta os reais impactos dessas doses no calendário de vacinação e esclarece se, afinal, os brasileiros podem se sentir seguros para receber a Sputnik V.

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

CNN Mundo

Entre Vozes

5 Fatos

E Tem Mais

Abertura de Mercado

Horário de Brasília

Na Palma da Mari

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã
Foto: CNN Brasil