Governo de SP anuncia ampliação das aulas presenciais a partir de agosto

As escolas poderão determinar sua própria capacidade total de alunos em aulas presencias de acordo com sua realidade

Luana Franzão*, da CNN, em São Paulo
16 de junho de 2021 às 13:01 | Atualizado 17 de junho de 2021 às 07:06

Em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (16), o governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que a partir de agosto, as escolas poderão determinar sua própria capacidade total de alunos em aulas presencias de acordo com sua realidade.

O anúncio faz parte de um esforço do governo do estado para ampliar as presença na volta às aulas, após a vacinação de profissionais da educação.

"A partir de 01/08, cada escola elaborará seu plano de retorno, estabelecendo a própria capacidade física, respeitando o distanciamento social de 1 metro", declarou o secretário estadual da Educação de São Paulo, Rossieli Soares.

Também foi mencionado que foram comprados 3 milhões de testes de detecção da Covid-19 para serem usados por profissionais e estudantes da rede pública no segundo semestre.

A informação foi antecipada pela repórter da CNN, Tainá Falcão.

Rossieli Soares destacou também a importância da escola presencial para o aprendizado, socialização e alimentação.

A evasão escolar também é um ponto de preocupação, e o secretário afirmou que os impactos da pandemia na presença dos alunos nas escolas só poderá ser percebido a partir da ampliação das aulas presenciais.

O impacto da educação à distância na retenção de conteúdo dos alunos também foi citado. Soares mostrou resultados de uma pesquisa da Secretaria de Educação de SP e da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) que demonstravam um déficit de 11 anos no aprendizado da Matemática.