Governo prorroga fase de transição do Plano SP até 15 de julho

Segundo o governador João Doria, fase segue com os mesmos horários de funcionamento das atividades econômicas de hoje

Luana Franzão*, da CNN, em São Paulo
23 de junho de 2021 às 13:05 | Atualizado 23 de junho de 2021 às 13:52

O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (23) que a Fase de Transição do Plano São Paulo – plano de contenção da Covid-19 no estado, que estipula medidas de circulação – irá até o dia 15 de julho, com os mesmos horários de funcionamento usados hoje.

Doria atribuiu a decisão ao aumento de números da Covid-19 de mortes e internações. De acordo com levantamento da CNN, o estado de São Paulo possui 78,9% dos leitos UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) da rede pública ocupados. Apesar dos números altos nos últimos dias, a taxa de crescimento diária de internações em enfermarias e UTIs está em queda.

Estabelecimentos comerciais, galerias, shoppings, restaurantes, salões de beleza, barbearias academias e espaços culturais funcionam entre 6h às 21h atualmente e até o próximo dia 15. Todos esses locais devem funcionar com 40% de sua capacidade. Após às 21h, restaurantes podem funcionar apenas no sistema delivery.

De acordo com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional (SDR), 20 cidades estão sob lockdown, 15 adotam “lockdown noturno” e 92 seguem restrições sanitárias mais rígidas do que a Fase Emergencial adotada pelo Governo do Estado, fase atual do Plano São Paulo, como Araraquara e Barretos.

Insumos para Coronavac

Na coletiva, o governador também comentou a chegada de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) para novas entregas da Coronavac, trabalhadas pelo Instituto Butantan. A previsão dada pelo governo é de que sejam entregues no sábado (26) 6 mil litros do insumo, suficientes para a produção de 10 milhões de doses do imunizante.

Na presença do prefeito da capital, Ricardo Nunes (MDB), Doria endereçou a pausa na vacinação na terça-feira (22) devido à falta de doses. A vacinação foi normalizada e o calendário estadual será mantido.

Também foi abordada a distribuição de doses a nível federal, exercida pelo Ministério da Saúde. De acordo com o órgão, a entrega de vacinas da Pfizer foi normalizada e o envio de doses da Janssen deve começar na sexta-feira (25).

*com informações de Tainá Falcão

Governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em coletiva de imprensa no dia 23/06/2021
Foto: Reprodução/YouTube (Governo do Estado de São Paulo)