Apesar de flexibilização, rigidez de protocolos permanece, diz secretária de SP

À CNN, Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico, afirmou que retomada tem de ser feita com responsabilidade

Amanda Garcia com produção de Bel Campos, da CNN Brasil
08 de julho de 2021 às 10:41
Patrícia Ellen, secretária de desenvolvimento econômico do estado de São Paulo
Patrícia Ellen, secretária de desenvolvimento econômico do estado de São Paulo
Foto: CNN (23.mar.2021)

O governo de São Paulo anunciou na quarta-feira (7) uma nova rodada de flexibilização das atividades econômicas. A secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, no entanto, disse que a rigidez dos protocolos sanitários será mantida.

Em entrevista à CNN nesta quinta-feira (8), ela afirmou que a retomada foi possível por causa da “maior queda combinada” de internações, casos e óbitos por Covid-19 no estado nesta última semana.

No entanto, ela fez um alerta: “Países que abriram mão de protocolos cedo demais, como Israel, tiveram problemas. O que estamos fazendo é abertura controlada. Mantivemos protocolos, uso de máscaras, distanciamento social, aliados ao avanço da vacinação.”

Patrícia Ellen contou que já é possível identificar uma retomada expressiva, com a previsão de um crescimento de até 7.8% do PIB até o final do ano. “Mas temos população excluída da retomada, como setor bares, restaurantes e eventos, que precisam de retomada e é esse o trabalho, com modelo de retomada segura.”

Para atender a essa parcela, São Paulo também terá eventos-modelo. “Estamos reforçando os protocolos de segurança, testagem rápida de antígeno, e público com vacinação completa, além do uso de máscaras, capacidade reduzida e vamos monitorar o público nas semanas seguintes”, contou a secretária.

Ela ainda garantiu que a vigilância dos casos permanece e que, se houver problemas, o estado tem “mecanismos para voltarmos atrás”.