Ferroviários de São Paulo anunciam greve na CPTM nesta quinta-feira (15)

As linhas 7-Rubi, 8-Diamante, 9-Esmeralda e 10-Turquesa deverão ser paralisadas

Gregory Prudenciano, da CNN, em São Paulo
14 de julho de 2021 às 22:34 | Atualizado 15 de julho de 2021 às 09:41
CPTM; trem; vagão
Vagão de trem da CPTM
Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

Diferentes sindicatos de ferroviários do estado de São Paulo anunciaram que entrarão em greve nesta quinta-feira (15), o que levará à paralisação de algumas linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

Segundo os trabalhadores, a greve deve começar à meia-noite e não tem hora para acabar, ao menos por enquanto. As linhas 7-Rubi, 8-Diamante, 9-Esmeralda e 10-Turquesa deverão ser paralisadas.

A paralisação foi decidida na noite desta quarta-feira (14), depois que uma audiência realizada entre os sindicatos e o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-SP) acabou sem acordo entre os ferroviários e o empregador. 

"O TRT propôs que a CPTM repusesse o salário em 6,22%, mas a empresa não aceitou. A categoria está cansada de tanto desrespeito e resolveu parar o serviço a partir da 0 hora dessa quinta”, disse o presidente interino do Sindicato da Sorocabana, José Claudinei Messias, de acordo com nota divulgada à imprensa. 

Resposta da CPTM

Em nota, a CPTM disse lamentar a decisão dos sindicatos e afirmou ter a ser favor uma decisão da Justiça do Trabalho "que determina a manutenção de 80% dos trabalhadores no horário de pico e 60% nos demais horários, sob pena de multa diária de R$100 mil". 

"A empresa também irá operar com um plano de contingência para atender a todos que precisam do transporte, principalmente aos que trabalham em serviços essenciais. As linhas 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade operarão normalmente nesta quinta-feira", diz a nota. 

Segundo a CPTM, a situação dos trens será permanentemente atualizada ao longo da quinta-feira em suas redes sociais e no site da empresa