BRANDED CONTENT

Com uma taxa vantajosa, saiba como funciona o Crédito Imobiliário Poupança CAIXA

31 de maio de 2021 às 09:00 | Atualizado 01 de junho de 2021 às 14:41
Crédito imobiliário Caixa
Foto: Caixa

Comprar um imóvel é uma das decisões mais importantes e significativas na vida de todo mundo. Desde o início de 2020, a intenção de compra de imóveis tem crescido exponencialmente. Um dos principais motivos foi o aumento de mais de 23% no IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), que calcula o reajuste dos contratos de aluguel, o que faz muita gente repensar e investir esse valor em uma parcela de financiamento da casa própria.

Um dos fatores mais importantes que influenciam a passagem de sonho para realidade é a escolha do financiamento correto.

A CAIXA inovou e trouxe para o mercado, desde o início deste mês, o Crédito Imobiliário Poupança CAIXA. Essa nova modalidade de financiamento tem uma taxa de juros atrativa, a qual varia de acordo com o rendimento da poupança: uma opção de crédito diferenciada e acessível para comprar imóveis novos, usados, construir ou reformar.

Com o aumento de seu portfólio, a CAIXA potencializa a capacidade de viabilizar soluções de moradia ao ofertar condições cada vez mais diversificadas e, consequentemente, adequadas ao perfil de cada cliente. 

Vantagens do Crédito Imobiliário Poupança CAIXA

Essa nova modalidade de crédito tem como principal característica uma taxa de juros vantajosa, que acompanha o rendimento da Poupança (com referência na taxa SELIC vigente), acrescida de uma taxa fixa, que varia entre 3,35% e 3,99% ao ano, dependendo do relacionamento com o banco.

A variação da poupança é calculada da seguinte forma:

• 70% da SELIC, quando a taxa SELIC for igual ou menor que 8,5% a.a (atualmente, 2,45% a.a, para a SELIC de 3,5% a.a).

• 6,17% ao ano, quando a taxa SELIC for superior a 8,5% a.a.

Caso o cenário mude e a taxa Selic suba, essa linha de crédito tem um teto, uma taxa máxima de 10,16% ao ano (6,17% da poupança + 3,99% da parte fixa). Ou seja, mesmo que a SELIC suba, a linha corrigida pela poupança ainda é vantajosa. 

É um produto pós-fixado, onde a TR corrige o saldo devedor dos contratos, não compondo a remuneração de juros cobrados mensalmente.

Os interessados poderão optar pelo SAC (Sistema de Amortização Constante), em que as parcelas vão diminuindo com o tempo; ou pela Price, que mantém as parcelas fixas.

No geral, a quota de financiamento é de até 80% do valor do imóvel, sendo a entrada mínima de 20%. O valor mínimo para este financiamento é de R$ 50.000,00 e o prazo de pagamento é de até 35 anos.

Essa nova modalidade cobra juros abaixo da concorrência. Portanto, antes de tomar essa importante decisão, compare, pesquise e escolha a melhor opção que se adeque ao seu perfil. 

Para entender melhor e obter mais informações, acesse o site www.caixa.gov.br/creditopoupanca e faça uma simulação. A CAIXA  aceita a portabilidade de clientes com crédito imobiliário; ou seja, todo mundo pode aproveitar esse novo crédito e não apenas correntistas da CAIXA.

A CAIXA, conhecida como o banco da casa de todos os brasileiros, inovou mais uma vez, para que o sonho da casa própria possa ser realidade.

CAIXA - Crédito Imobiliário
Foto: CAIXA