Bolsonaro diz que não deve declarar apoio a candidatos a prefeito no 1º turno


Da CNN Brasil, em São Paulo
06 de março de 2020 às 20:59
O presidente Jair Bolsonaro em evento pelo Dia Internacional da Mulher

O presidente Jair Bolsonaro comparece a evento em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, em Brasília (06.mar.2020)

Photo: Adriano Machado/Reuters

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) negou nesta sexta-feira (6) que vá apoiar candidaturas para prefeito no primeiro turno das eleições municipais deste ano. "Pretendo não participar no primeiro turno de qualquer candidatura entre os quase 6 mil municípios do Brasil", afirmou.

O presidente declarou que poderá, contudo, apoiar colegas vereadores. "No tocante a vereador, eu tenho um amigo ou outro por aí, vou dar uma força para eles nisso aí", disse.

O primeiro turno das eleições ocorre em 4 de outubro. O segundo está marcado para o dia 25 do mesmo mês.

Mais cedo, Bolsonaro disse que o partido que está formando, o Aliança pelo Brasil, não deve sair do papel a tempo das eleições deste ano. Para ter o registro aprovado e poder disputar o pleito, o partido precisa coletar a assinatura de quase 500 mil eleitores, que devem ter firmas reconhecidas em cartório.

"Pelo que tudo indica, não dá tempo de sair", disse.

O Aliança pelo Brasil foi anunciado em novembro após Bolsonaro romper com o PSL, partido pelo qual foi eleito em 2018.

Eleição para Senado no MT

Bolsonaro informou ainda que vai apoiar a candidatura de uma mulher ao cargo para o Senado no Mato Grosso. "Pretendo participar das eleições para o Senado em Mato Grosso. Não posso falar o nome agora porque seria propaganda antecipada. Mas como hoje é dia da mulher: será uma mulher", comentou.

A realização de eleições suplementares no estado está marcada para o dia 26 de abril. A disputa servirá para eleger o sucessor ou sucessora de Selma Arruda (Podemos-MT), cujo mandato foi cassado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por 6 votos a 1, pela prática de caixa 2 e abuso de campanha nas eleições ao Senado em 2018.

Com Estadão Conteúdo