Maia nega crise, mas diz que 'entorno do governo' divulga fake news


Da CNN Brasil, em São Paulo
06 de março de 2020 às 15:57
Rodrigo Maia

Rodrigo Maia

Photo: José Cruz/Agência Brasil

Depois dos atritos em torno da votação sobre o Orçamento impositivo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta sexta-feira (6) em São Paulo que não existe crise entre o governo e o Congresso Nacional, mas disse que o "entorno do governo" tem estrutura para disseminar informações falsas.

"Não há conflito, não há crise. O que nós queremos é diálogo e, infelizmente, não estamos sendo compreendidos por alguns", disse Maia depois de participar de uma palestra no Instituto Fernando Henrique Cardoso. "[Mas] tenho certeza que ao longo do tempo a gente organiza a narrativa. Infelizmente a gente não tem os recursos e a estrutura que o entorno do governo tem para viralizar tantas fake news, como tem sido feito nas últimas semanas." 

O presidente da Câmara ainda disse considerar que as alegações de conflito fazem o Congresso perder tempo.

"A gente podia estar avançando em algumas pautas que estão prontas para votar, como a autonomia do Banco Central, e acabam sendo retardadas justamente porque se cria polêmicas e problemas onde eles não existem", concluiu.

Parlamentarismo 

Perguntado por jornalistas, Maia disse ser "contra o parlamentarismo no Brasil hoje".

"Como eu disse, o Parlamento tem que dar muitos passos para recuperar o espaço de credibilidade com a sociedade para daqui a cinco, seis, sete anos, a gente poder discutir se é o melhor o sistema presidencialista ou parlamentarista", afirmou. 

Para o presidente da Câmara, "essa é uma discussão que não agrega nada e apenas gera desgaste."

"Inventam essas matérias para conseguir ter alvos. Transformam temas falsos em verdades nas redes sociais para conseguir gerar um inimigo contra o governo, como se a gente quisesse tirar as prerrogativas do presidente da República", completou.