Contra coronavírus, Congresso suspende visitas, viagens e sessões solenes


Tainá Farfan Da CNN Brasil, em Brasília
11 de março de 2020 às 17:42

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-SP), anunciou nesta quarta-feira (11) as medidas de combate ao coronavírus. Estão suspensas as visitações, audiências públicas e sessões solenes. Também foram suspensas as viagens e missões oficiais dos parlamentares. Servidores que tiverem viajado para fora do país nos últimos dias, terão que fazer quarentena de 14 dias. As votações em plenário estão mantidas.

Mais cedo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já havia anunciado que o Parlamento vai atuar em cima de uma "agenda emergencial de curto prazo". "Nós temos um problema urgente que atinge já o Brasil - com muito mais força a China e a Itália - e precisamos evitar que o país chegue ao mesmo momento", declarou o deputado.

Maia acrescentou que o Congresso também deverá discutir "soluções" orçamentárias diante da proliferação de casos da doença no país. O presidente da Câmara ainda ressaltou que a intenção é "ajudar com recursos para dar a sustentação necessária aos municípios e estados".

Nesta quarta-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a pandemia do COVID-19 no mundo. Já são 118 mil casos em 114 países e mais de 4,2 mil mortes registradas. No Brasil, o Ministério da Saúde informou que o número de casos confirmados saltou de 37 para 52. Os casos suspeitos são 907.