Rosa Weber cancela eleição suplementar de senador em MT por coronavírus


Gabriela Coelho Da CNN Brasil, em Brasília
17 de março de 2020 às 14:41 | Atualizado 17 de março de 2020 às 15:00
A ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral

A ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral

Foto: Carlos Moura - 4.mar.2020/SCO/STF

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, anunciou o cancelamento da eleição para senador em Mato Grosso, marcada para o dia 26 de abril deste ano. A reportagem da CNN Brasil apurou que o motivo é a proliferação de casos de coronavírus.

A data havia sido marcada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT). A decisão ainda não foi publicada, mas anunciada pela ministra diante de jornalistas. 

A vaga foi aberta com a cassação do mandato da senadora Selma Arruda (Podemos). Ela foi cassada em dezembro por abuso de poder econômico e caixa dois na campanha eleitoral de 2018.

Mesmo cassada, Selma Arruda continuou no cargo. Selma foi condenada pelo TRE-MT em julho de 2019, mas recorreu no cargo. Em dezembro, o TSE manteve a decisão da primeira instância que cassou o mandato dela. 

A eleição de Mato Grosso contaria com 2.196.167 milhões de eleitores aptos a votar, segundo a atualiação da Justiça Eleitoral com dados biométricos até o último dia 21 de fevereiro.