MPF do Rio defende manter isolamento horizontal

29 de março de 2020 às 15:38
Passageiro chega a aeroporto internacional do Galeão no Rio de Janeiro
Foto: Ricardo Moraes.25.mar.2020/ Reuters

Em nota, a Procuradoria da República no Rio de Janeiro, o Ministério Público do Rio de Janeiro, a Defensoria Pública da União no Rio de Janeiro e a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro defenderam a manutenção das medidas mais restritivas de circulação de pessoas durante a pandemia do coronavírus.

"Consciente da situação de risco epidemiológico que vivemos, é imprescindível a manutenção das medidas já decretadas, manifestando (...) seu integral apoio às medidas de isolamento horizontal definidas, para proteger a vida como principal direito fundamental garantido na Constituição da República".

Os órgãos dizem, na nota, que estão cientes do impacto econômico das medidas e defendem "proteção social e econômica à população".

A nota é assinada por José Eduardo Gussem, procurador-geral de Justiça do Rio.