Os bastidores da reunião entre Bolsonaro e Mandetta

Presidente e ministro se encontraram nesta quarta-feira (8), no Palácio do Planalto

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
08 de abril de 2020 às 10:45 | Atualizado 08 de abril de 2020 às 10:51

Após uma hora de reunião com Jair Bolsonaro, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, deixou o Palácio do Planalto sem falar com a imprensa. Auxiliares de Bolsonaro afirmaram à coluna que os dois foram "acertar os ponteiros".

Bolsonaro chamou Mandetta ontem à noite para esta reunião. Contrário ao uso de hidroxicloroquina no combate ao novo coronavírus, o ministro flexibilizou o discurso ontem ao afirmar que os médicos podem indicar o remédio, desde que os pacientes concordem e saibam dos riscos.

O ministério da Saúde acompanha pelo menos nove estudos, com diferentes substâncias, para enfrentar a doença. Entre as pesquisas, remédios usados contra esclerose múltipla, HIV e a própria hidroxicloroquina, prescrita em caso de malária ou doenças autoimunes.

"O pico da tensão passou. É um encontro de ajustes. O próprio Mandetta fez gestos de pacificação", afirmou fonte próxima ao ministro.

Tanto Planalto quanto aliados de Mandetta concordam que seja uma bandeira branca de paz.