Projeto de ajuda a estados não será votado nesta semana, diz Bolsonaro

Projeto foi aprovado pela Câmara nesta segunda-feira (13) e sua votação pelo Senado é muito aguardada por prefeitos, governadores e pelo governo

Teo Cury Da CNN, em Brasília
14 de abril de 2020 às 18:50 | Atualizado 14 de abril de 2020 às 18:56

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (14) que conversou na manhã de hoje com presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e que o projeto de ajuda financeira aos estados e municípios durante a pandemia do coronavírus não deve ser votado nesta semana.

“Conversei com ele [Alcolumbre] hoje de manhã. Não deve votar. Vai votar, mas não deve ser esta semana”, disse.

O projeto foi aprovado pela Câmara dos Deputados nesta segunda-feira (13) e sua votação pelo Senado é muito aguardada por prefeitos, governadores e pelo governo federal. 

O texto obriga a União a cobrir, durante os meses de maio a outubro, a queda da arrecadação de ICMS e de ISS, principais impostos e fontes de renda dos entes federativos.

Veja também:

Maia reage a proposta de auxílio do governo: 'Tenta dividir federação'

Texto tira previsibilidade da União, diz Major Vitor Hugo sobre ajuda a estados

Raquel Landim: Guedes e o Congresso precisam negociar uma compensação aos estados

Questionado por jornalistas se o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, está mantido no cargo, o presidente respondeu a um repórter: “Beijo para você. Hétero, lógico”.

Ao conversar com o presidente, um apoiador reclamou da falta de máscaras no país. “Pergunta para o pessoal da imprensa ali se tem alguma coisa errada na Saúde, se está tudo bem na Saúde”, respondeu Bolsonaro.

O presidente Jair Bolsonaro e o senador Davi Alcolumbre (12.dez.2019)
Foto: Marcos Brandão/Senado Federal