Prefeitura de SP recomenda o uso de máscaras em locais públicos da capital

A prefeitura também anunciou um decreto para aumentar a transparência do número de vagas disponíveis em unidades de terapia intensiva (UTIs) nos hospitais de SP

Da CNN, em São Paulo
16 de abril de 2020 às 14:14 | Atualizado 16 de abril de 2020 às 15:04
Prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), durante coletiva de imprensa. São Paulo, 13 de abril de 2020.
Foto: Foto: Governo do Estado de São Paulo

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (16) um decreto que recomenda o uso de máscaras de proteção em deslocamentos na capital paulista. “As pessoas deverão usar máscaras usadas todas as vezes que forem às ruas”, afirmou. 

A prefeitura também baixou uma norma para aumentar a transparência do número de vagas disponíveis em unidades de terapia intensiva (UTIs) dos hospitais de São Paulo. Todos os hospitais (públicos, privados e filantrópicos) serão obrigados a informar diariamente quantos leitos de UTI possuem e quantos leitos estão ocupados. “Nossa prioridade é a defesa da vida. Temos a obrigação moral de oferecer essa informação”, afirmou Bruno Covas. 

A Secretaria Estadual de Educação entregará, a partir do dia 27 de abril, kits de material escolar para 3,5 milhões de alunos da rede pública de ensino. O kit contém apostilas de matemática, português, livros didáticos e histórias em quadrinhos O investimento é de R$19,5 milhões.

O governo do Estado de São Paulo decretou ponto facultativo para o dia 20 de abril, segunda-feira, devido ao feriado de Tiradentes (21), com exceção para os serviços essenciais, a exemplo da saúde, segurança, abastecimento e logística.

De acordo com a atualização mais recente da Secretaria Estadual de Saúde, o Estado de São Paulo tem 11.043 casos confirmados de COVID-19, com um acréscimo de 18% de ontem para hoje (16). O número de mortes chegou a 778, com um acréscimo de 12% nas últimas 24 horas. No país, são 28.320 casos confirmados do novo coronavírus, com 1736 mortes. 

O governo de São Paulo também divulgou as 20 cidades que mais respeitam o isolamento social. As informações foram obtidas através do sistema inteligente de monitoramento, com a última atualização no dia 14 de abril.

Confira quais são as cidades: 

São Sebastião, com 66%
Ubatuba, 64%
Lorena, 62%
Cruzeiro, 61%
Caçapava, 61%
Botucatu, 60%
Ribeirão Pires, 59%
Ibiúna, 59%
Bebedouro, 59%
São Vicente, 58%
Cajamar, 58%
Itanhaém, 58%
Mairiporã, 58%
Caraguatatuba, 57%
Poá, 57%
Votuporanga, 57%
São Roque, 56%
Pirassununga, 56% 
Caieiras, 55%
São João da Boa Vista, 55%.