MP-SP precisa atuar mais próximo ao STJ e STF, diz novo procurador-geral

O procurador Mário Luiz Sarrubbo assumiu nesta sexta-feira (17) a Procuradoria-Geral de Justiça de São Paulo

Da CNN, em São Paulo
17 de abril de 2020 às 18:35

O procurador Mário Luiz Sarrubbo assumiu nesta sexta-feira (17) a Procuradoria-Geral de Justiça de São Paulo. Em entrevista exclusiva para a CNN, Sarrubo disse que quer fazer com que o Ministério Público de São Paulo atue mais próximo ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o Supremo Tribunal Federal (STF), "dado a importância de que as nossas teses institucionais mais relevantes sejam acompanhadas até a última instância do sistema de justiça brasileiro".

Segundo Sarrubo, há também a necessidade de um maior diálogo com a sociedade, "para que se identifique quais são as pautas prioritárias e, a partir daí, todo o Ministério Público no Brasil possa atuar de forma coordenada e integrada". O procurador também afirmou ser fundamental que haja maior dinamismo no combate ao crime organizado e à corrupção. 

Sarrubbo disse ainda que encontrou um Ministério Público "estruturado, trabalhando muito nessa crise do coronavírus e cumprindo com a sua missão em atender as demandas que surgiram com a pandemia" do novo coronavírus.