Fernando Henrique Cardoso pede a renúncia de Bolsonaro

"Poupe-nos de, além do coronavírus, termos um longo processo de impeachment", escreveu FHC em seu perfil no Twitter

Da CNN, em São Paulo
24 de abril de 2020 às 14:49 | Atualizado 24 de abril de 2020 às 15:28
O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (12.dez.2012)
Foto: Renato Araujo/Agência Brasil

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) pediu nesta sexta-feira (24) que Jair Bolsonaro (sem partido) renuncie ao cargo. "Poupe-nos de, além do coronavírus, termos um longo processo de impeachment", escreveu FHC em seu perfil no Twitter.

A mensagem foi publicada logo após Sergio Moro anunciar que deixaria o posto de ministro da Justiça e Segurança Pública. A demissão acontece horas após o presidente da República exonerar o diretor-geral da PF (Polícia Federal), Maurício Valeixo. Para Moro, trata-se de interferência política de Bolsonaro na corporação.

Leia também:

Sergio Moro pede demissão e acusa Bolsonaro de interferência na PF

Após anúncio de Moro, políticos reagem nas redes sociais e criticam Bolsonaro

FHC junta-se a uma série de figuras proeminentes da política brasileira que se manifestaram sobre o caso. Por volta do meio-dia, a hashtag Moro tinha mais de 1 milhão de menções no Twitter, seguida por #bolsonarotraidor e #ForaBolsonaro, com cerca de 20 mil citações cada uma.