Ex-superintendente da PF no Rio vai depor de novo

Carlos Henrique disse no primeiro depoimento que "tem conhecimento de uma investigação no âmbito eleitoral cujo inquérito já foi relatado"

Daniel Adjuto
Por Daniel Adjuto, CNN  
14 de maio de 2020 às 18:11 | Atualizado 14 de maio de 2020 às 18:21

A Polícia Federal vai ouvir novamente o delegado Carlos Henrique de Oliveira, ex-superintendente da PF no Rio de Janeiro, na quarta-feira que vem (20). 

Carlos, que é atual diretor-executivo da instituição, disse no primeiro depoimento que "tem conhecimento de uma investigação no âmbito eleitoral cujo inquérito já foi relatado, não tendo havido o indiciamento". O inquérito investigou o senador Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ) por enriquecimento ilícito, e a PF concluiu pelo arquivamento.

Leia também:

Ex-chefe da PF no Rio diz que familiar de Bolsonaro foi investigado

Número 2 da PF nega interferência quando comandava PF do Rio e de Pernambuco

Na semana que vem, também serão ouvidos outros dois delegados. Na quarta-feira, será a vez de Cairo Costa Duarte, superintendente da PF em Minas Gerais. Foi ele o responsável pela investigação sobre o antentado ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por Adélio Bispo.

Cláudio Ferreira Gomes, diretor de Inteligência, deve prestar depoimento na terça-feira (19). Ele poderá explicar aos investigadores e defesas como funciona a dinâmica dos relatórios de inteligência.