‘Vamos esperar a Câmara’, diz Bolsonaro sobre adiamento do Enem

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que preferia que a decisão de adiar viesse do Planalto, mas afirmou que não iria ficar esperando a decisão

Da CNN, em São Paulo
20 de maio de 2020 às 09:53
Para o presidente Jair Bolsonaro, ainda é cedo para decidir sobre adiamento do Enem
Foto: Marcello Casal Jr. - 12.mai.2020/ Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que vai esperar as discussões na Câmara dos Deputados, antes do tomar uma decisão sobre a adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcado para 1º e 8 de novembro.

Em conversa com militantes na saída do Palácio do Alvorada nesta quarta-feira (20), o presidente afirmou que também pretende ouvir quem vai fazer a prova.

“Adiar para quando? Opinião minha, primeiro vamos deixar o que diz a Câmara, os parlamentares. Uns querem adiar, outros não. Vamos esperar um pouquinho mais, está um pouquinho cedo”, respondeu a uma pessoa que perguntou sobre a situação da prova.

Ontem, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que preferia que a decisão de adiar viesse do Planalto, mas afirmou que não iria ficar esperando uma decisão sobre o tema.

Assista e leia também:

Análise: Maia dá chance para o governo federal ser proativo

Deputados federais divergem sobre o adiamento do Enem por causa da pandemia

"Se o Senado votar, eu vou votar. Se o governo não decidir na tramitação do projeto entre o Senado e a Câmara, eu vou votar. Vou pensar os projetos dos deputados e votar tudo junto e vamos promulgar a decisão do Congresso Nacional, espero que o governo possa decidir antes", afirmou Maia.

Na noite de terça-feira (19), o Senado aprovou por 75 votos a 1, o adiamento do Enem por tempo indeterminado devido à pandemia do novo coronavírus.