Arthur Virgílio entrará com queixa-crime no STF contra Bolsonaro


Iuri Pitta
Por Iuri Pitta, CNN  
23 de Maio de 2020 às 20:00 | Atualizado 23 de Maio de 2020 às 20:01

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB), vai entrar com queixa-crime no Supremo Tribunal Federal contra o presidente Jair Bolsonaro. O tucano foi um dos alvos de xingamentos do chefe do Executivo Federal na reunião de 22 de abril com o Conselho de Ministros, divulgada na sexta-feira por ordem do ministro Celso de Mello.

Queixa-crime é uma ação de natureza privada e, como tal, não depende de iniciativa do Ministério Público para ser levada adiante.

Leia também:

Arthur Virgílio: Bolsonaro é uma pessoa de baixo nível

Reunião ministerial de Bolsonaro: assista ao vídeo na íntegra e leia transcrição

Além de Virgílio, os governadores João Doria e Wilson Witzel foram xingados na reunião e poderiam tomar a mesma atitude no STF, foro em que correm questões judiciais envolvendo o presidente da República.