Aras assiste a vídeo de reunião de Bolsonaro, mas não antecipa posição

Mais cedo, Bolsonaro fez uma visita surpresa ao prédio da Procuradoria-Geral da República e tirou fotos com Aras

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
25 de maio de 2020 às 15:53 | Atualizado 25 de maio de 2020 às 15:57
O presidente Jair Bolsonaro e o procurador-geral da República, Augusto Aras, se reuniram nesta segunda
Foto: Marcos Corrêa/PR (25.mai.2020)


O procurador-geral da República, Augusto Aras, assistiu ao vídeo de Bolsonaro e ministros que o ex-ministro da Justiça Sergio Moro aponta como prova da tentativa de interferência na Polícia Federal.

Aras, que esteve reunido brevemente hoje com Bolsonaro, viu o conteúdo do vídeo na íntegra durante o fim de semana. Não há prazo para a PGR se manifestar. Aras afirma que não irá antecipar posicionamentos. Ele não comentou nem o que fará com o inquérito, nem se pedirá, a partir do vídeo, novas investigações sobre as declarações de ministros como o da Educação Abraham Weintraub, que defendeu a prisão de ministros do Supremo Tribunal Federal.

Há duas oitivas pendentes nesta semana, a do empresário Paulo Marinho e a de Miguel Ângelo Braga Grillo, chefe de gabinete do senador Flávio Bolsonaro. Só depois haverá um pedido de depoimento por escrito do presidente, Jair Bolsonaro. Após estes depoimentos, a procuradoria ainda vai analisar se pede novas diligências ou se encaminha a investigação para o final.

Mais cedo, Bolsonaro fez uma visita surpresa ao prédio da Procuradoria-Geral da República, e cumprimentou procuradores, com quem tirou fotos.

Leia e assista também:

Reunião ministerial de Bolsonaro: assista ao vídeo na íntegra e leia transcrição

Damares diz que atuação do STF é palhaçada e que vai mandar prender governadores

Ninguém está acima da lei, diz Celso de Mello ao tirar sigilo de vídeo