Governo avalia que Weintraub vai perder em julgamento no STF

Corte julga pedido para que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, seja excluído do inquérito das fake news

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
12 de junho de 2020 às 12:31
Ministro da Educação, Abraham Weintraub, na reunião ministerial em 22 de abril, no Palácio do Planalto.
Foto: Marcos Corrêa/PR

"Probabilidade de resultado negativo", avaliou à CNN um importante interlocutor do governo que acompanha o julgamento do pedido para que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, seja excluído do inquérito das fake news, no Supremo Tribunal Federal (STF).

Nesta sexta-feira (12), o ministro relator, Edson Fachin, votou contra o recurso. Como o julgamento ocorre no plenário virtual, os outros ministros poderão votar até sexta-feira da semana que vem. O desfecho aparenta estar selado, na avaliação de governistas: Weintraub vai perder.

Assista e leia também:
O Grande Debate: Weintraub deve responder no Supremo por ofensas à Corte?
Alcolumbre devolve ao governo MP que autoriza Weintraub a nomear reitores

O julgamento traz repercussões para Weintraub e, na opinião de fontes da Corte, também para o próprio ministro da Justiça, André Mendonça, que assina o pedido que está sendo julgado.

"Esse habeas corpus só serviu para deixar o André Mendonça impedido de julgar esse inquérito, caso seja nomeado ministro do STF", avaliou à coluna uma fonte da corte.