Alcolumbre não foi à posse de Faria por causa de tuítes de Bolsonaro

“Ele sempre está trabalhando para distensionar a relação, mas ele também cansa”, afirmou à CNN um aliado do presidente do Senado

Por Igor Gadelha, CNN  
17 de junho de 2020 às 19:26
O presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro das Comunicações, Fábio Faria (17.jun.2020)
Foto: Jean Hernane


O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, optou por não ir à posse do novo ministro das Comunicações, Fábio Faria, nesta quarta-feira (17), no Palácio do Planalto, por estar irritado com as recentes declarações do presidente Jair Bolsonaro. 

O estopim foram as mensagens postadas na noite de terça-feira (16), nas quais, sem citar diretamente o Supremo Tribunal Federal, Bolsonaro critica “abusos” e diz que tomará “medidas legais” para proteger a Constituição e a liberdade dos brasileiros. 

Segundo aliados de Alcolumbre, após as mensagens, ele “não achou prudente” ir ao evento. “Ele sempre está trabalhando para distensionar a relação, mas ele também cansa”, afirmou à CNN um aliado de primeira hora do presidente do Senado.

Alcolumbre fez questão de ligar para o novo ministro das Comunicações para informar que não compareceria ao evento, o que foi citado por Faria em seu discurso. Oficialmente, o presidente do Senado alegou que teve um imprevisto de ordem pessoal.