Governo oficializa indicação de Weintraub para Banco Mundial

Governo justificou a indicação lembrando que Weintraub atuou por 20 anos como executivo no mercado financeiro

Renata Agostini
Por Renata Agostini, CNN  
18 de junho de 2020 às 21:02
Abraham Weintraub durante entrevista coletiva em Brasília
Foto: José Cruz/Agência Brasil (3.dez.2019)

Horas após o anúncio de sua demissão do ministério da Educação, o governo oficializou a indicação de Abraham Weintraub para o cargo de diretor-executivo no Banco Mundial. 

O aviso foi feito pelo Ministério da Economia. A pasta justificou a indicação lembrando que Weintraub atuou por 20 anos como executivo no mercado financeiro, com passagens como diretor do Banco Votorantim e sócio da gestora Quest.

Leia também:

O que Abraham Weintraub vai fazer no Banco Mundial?

Antes de entrar para o governo, Weintraub dava aulas na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

A cadeira representada pelo Brasil na diretoria-executiva do Banco Mundial é integrada por Colômbia, Equador, Trinidad e Tobago, Filipinas, Suriname, Haiti, República Dominicana e Panamá. Esse grupo, conhecido como constituency, é liderado pelo Brasil no Banco Mundial.