Horário de Brasília: Lava Jato sitiada e Sergio Moro na mira

Da CNN, em São Paulo
30 de julho de 2020 às 19:10
Daniela Lima e Renata Agostini apresentam o Horário de Brasília, com novos episódios às quintas
Foto: Arte/CNN

O cerco se fechou contra a Lava Jato e seu antigo comandante, o ex-ministro Sergio Moro. Após receber permissão do Supremo para ter acesso a todo material da força tarefa em Curitiba, o procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu em uma live que é preciso frear o lavajatismo. Ato contínuo, o presidente do STF, Dias Toffoli, levantou a tese de uma quarentena de 8 anos para juízes e procuradores que queiram disputar eleições –ideia que foi apoiada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e que tem como alvo direto Moro.

Neste episódio do Horário de Brasília, Daniela Lima e Renata Agostini relembram como a crise chegou a esse ponto e também analisam as consequências do desembarque de MDB e DEM do centrão na sucessão na Câmara.

Leia e assista também:

Augusto Aras: 'É hora de corrigir rumos para que o lavajatismo não perdure'

Toffoli defende 'quarentena' de oito anos para juízes poderem disputar eleições

Racha no Centrão na Câmara preocupa Planalto

Ouça e assine os podcasts da CNN Brasil gratuitamente:

5 Fatos

Abertura de Mercado

América Decide

Carteira Inteligente

CNN Líderes

Coronavírus: Fato x Ficção

E Tem Mais

Na Palma da Mari

O Grande Debate

O Mundo Pós-Pandemia

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

(Edição: Amauri Arrais)